Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

PAPA LETRAS

Os comentários de uma assumida leitora compulsiva.

Os comentários de uma assumida leitora compulsiva.

PAPA LETRAS

25
Fev18

O MAR EM CASABLANCA - FRANCISCO JOSÉ VIEGAS


Ana Mafalda Salvado

Uma morte acontece no Palace Hotel do Vidago, com ligações a Angola no Verão Quente do ano de 1975 e com algumas memórias da Guerra Colonial na Guiné.

De súbito, um aviso já meu conhecido ao inspector Jaime Ramos, traduzindo-se num pequeno AVC, o qual o faz pensar e repensar numas quantas questões, pois já há muito que andava a castigar o corpo com toneladas de disparates.

Será que vai haver um pouco mais de moderação e juízo no futuro? Se verá?

20
Fev18

O HOMEM DE GIZ - C. J. TUDOR


Ana Mafalda Salvado

Foi uma estreia muito bem conseguida, a qual me apanhou desde a leitura da primeira página.

Um crime inicialmente mal resolvido e em que ao longo dos anos, se foram reunindo e encaixando as peças, desmantelando as mentiras e as omissões, quer pela parte dos adultos, quer pela parte das crianças, numa fabulosa e envolvente trama em que imperam os segredos e os segredinhos.

Por vezes escrito numa linguagem muito crua e excelente observação do género humano em certas e determinadas circunstâncias.

17
Fev18

CARRIE - STEPHEN KING


Ana Mafalda Salvado

Comecei pelo fim, ou seja, vi o filme no final da minha adolescência.

Trata-se de um livro de terror, muito bem esgalhado e bem ao jeito deste autor.

Carrie, o patinho feio, de quem todos faziam troça, filha duma fanática religiosa, depois duma pavorosa partida no baile de finalistas, consegue vingar-se e bem, mesmo com prejuízo da própria vida.

O filme era realizado por Brian de Palma, com um elenco e tanto. E há cenas das quais eu nunca me esqueci, especialmente da última. Mesmo avisada, apanhei um susto e tanto! Acho que todo o cinema deu um salto e houve até quem gritasse!

15
Fev18

OS VÍCIOS DOS ESCRITORES - ANDRÉ CANHOTO COSTA


Ana Mafalda Salvado

22 dois nomes já meus conhecidos, em que com muita fluência e por vezes graça, este jovem escritor falou das vidas e dos tiques dos escritores, sem ser maçudo e exaustivo.

A bibliografia final já me ficou debaixo de olho, para aquisições futuras quando quiser voltar ao tema.

Em suma: uma boa compra que li com muito agrado.

 

 

10
Fev18

ROBIN WILLIAMS -EMILY HERBERT


Ana Mafalda Salvado

Um dos meus actores de eleição, o qual me encantou e arrebatou com a interpretação, do irreverente e genial professor, no sempre inesquecível "O clube dos poetas mortos", um dos meus filmes de culto.

Era uma verdadeira força da natureza, generoso, extremamente culto, amigo do seu amigo, mas dado a excessos que lhe valeram alguns internamentos - a droga e a bebida.

Sujeito a depressões, um belo dia não aguentou e deu o passo definitivo para o abismo, cometendo suicidio.

Lembro-me que na manhã que foi dada a notícia na rádio, ainda estava super ensonada na casa da Mãe e rapidamente me sentei na cama. Num ápice despertei e fiquei a ouvir emocionada os detalhes do triste acontecimento.

O Mundo ficou em choque! Tanto que ele ainda teria para dar ao mundo do espectáculo, que nesse dia ficou infinitamente mais pobre!

09
Fev18

SONATA EM AUSCHWITZ - LUIZE VALENTE


Ana Mafalda Salvado

Passado em duas épocas distintas - no final dos anos 90 e no terrível período do nazismo.

Durante anos a ler sobre o assunto, ainda me abalei e arrepiei com algumas descrições e de novo fiz a inevitável pergunta - como foi possível tamanho horror?

A peça musical que dá nome à obra foi composta a pedido da Autora e é algo de lindissímo e comvente! Ler certas passagens em voz alta, com esta música de fundo é algo de transcendente!

Se não tivesse o ensaio no mesmo dia, decerto que teria ido com muito gosto ao seu lançamento. Quem me despoletou a curiosidade, foi nada mais nada menos que o Richard Zimler.

04
Fev18

LONGE DE MANAUS - FRANCISCO JOSÉ VIEGAS


Ana Mafalda Salvado

Desta vez tudo começa no Porto, com raízes em Luanda e ramificações em Manaus.

De novo aquelas alfinetadas bem humoradas aos "tiques" dos Brasileiros.

No Brasil, duas personagens femininas - a Helena e a Daniela - em que uma é tragicamente assassinada, vivem até à data uma amizade linda, apaixonada e 100% platónica.

Como sempre e na leitura viciante das suas páginas, ficou-me aquele gostinho bem conhecido do amargo doce.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D